Informações sobre Pupunha

A pupunha (Bactris gasipae), também conhecida como pupunheira e pirajá-pupunha, é uma palmeira de até 20 m de altura encontrada naturalmente na Amazônia até a América Central.

Na Amazônia, a pupunha é apreciada pelo seu fruto, consumido pela população nativa, que é rico em proteínas, carboidratos, vitamina A, ferro e cálcio e pode ser cozido ou assado.

Mas foi sua polpa doce comestível extraída do caule, conhecida com palmito pupunha, que mais se difundiu no país, em substituição ao tradicional palmito (Euterpe edulis, comumente conhecido por juçara). Atualmente, o cultivo da pupunheira já é feito nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Espírito Santo.

A vantagem sobre o palmito tradicional é a precocidade de produção e a adaptação do cultivo em vários tipos de solo e clima. É possível extrair a polpa do caule a partir de 15 meses de plantio, quando o diâmetro do caule alcança 10 cm.

Como comprar e armazenar

O palmito pupunha fresco pode ser encontrado em mercados e feiras. Escolha aqueles com diâmetro mais fino, pois são mais macios e mais doces. A polpa central deve estar macia, apresentar cor uniforme e aroma suave. O palmito pupunha também pode ser encontrado em conserva (como o palmito tradicional).

Dê preferência aos envasados em vidros e, da mesma maneira que o fresco, aos de menores diâmetros. Fresco, deve ser limpo e cozido no mesmo dia da compra e armazenado na geladeira por um dia ou congelado por até 2 meses. Mas, para aproveitar o seu sabor e a agradável textura, o ideal é consumi-lo rapidamente.

Em conserva, depois de aberto, o palmito pupunha deve ser mantido na embalagem com o líquido e consumido, no máximo, em três dias.

Como usar

A forma mais comum é cozinhar o palmito pupunha em água com sal, até ficar macio. Em seguida, pode ser armazenado na forma de conserva. Use o palmito pupunha in natura em saladas ou como ingrediente de sopas, cremes, recheios e refogados.

Para assar, embrulhe o palmito pupunha em papel-alumínio e leve ao forno médio, preaquecido, até que a polpa fique bem macia. Sirva com manteiga temperada, molhos ou com azeite de oliva e sal.